Idioma:

homenagens-emocionantes

Homenagens emocionantes

Os professores que passam pelo Femusc contribuem para o amadurecimento profissional dos alunos, mas também marcam o público ao subir no palco do Centro Cultural SCAR apresentando o melhor da música. E, foi para agradecer anos de convivência, trocas e ensinamentos, que o evento homenageou, em diferentes momentos, três professores e o Diretor Artístico, Alex Klein, com a entrega das chaves simbólicas de Jaraguá do Sul.

No concerto de sábado, 20, elas foram oferecidas ao líder da Orquestra sem Maestro, Leon Spierer, que é ex-spalla da Orquestra Filarmônica de Berlim, e à pianista e catedrática na Hochschule für Musik de Karlsruhe, na Alemanha, Fany Solter, que, neste ano, não pode participar do Femusc.

Já na noite de domingo, 21, o maestro Dietmar Wiedmann, falecido em 2017, recebeu homenagem póstuma. O alemão participou de diversas edições do festival, deixando um legado inesquecível, principalmente, na Banda Sinfônica do Femusc. Durante a apresentação do grupo, a plateia pode acompanhar a execução de ‘La Storia’, de Jacob de Haan. “É uma obra muito significativa, pois ele gostava muito dela”, destacou o regente Luiz Lenzi. Da Alemanha, a viúva de Dietmar, Margareth Siman Wiedmann, acompanhou emocionada a transmissão ao vivo do concerto: “Meu marido está assistindo lá do céu esta linda homenagem”, comentou.

Na noite de encerramento do festival, a surpresa ficou com o maestro Alex Klein, Diretor Artístico do festival, que não sabia que seria homenageado. Reconhecido pelos 13 anos de dedicação ao Femusc e por sua contribuição relevante ao cenário cultural catarinenses e nacional, Klein recebeu as chaves da cidade e agradeceu, emocionado, a forma como foi recebido em Jaraguá do Sul.