Language:

15 years of FEMUSC

FEMUSC 2021 – PROGRAMAÇÃO

 


16 de janeiro – Concerto de Abertura

Celebrando a nova geração de compositores brasileiros e a educação musical superior em Santa Catarina.

Hino Nacional Brasileiro
Quarteto Allegro (Jaraguá do Sul, SC)

 

Canto de Longe – Luis Zago
Samba de Revés – Luis Zago
Pomerode – Leandro Fortes
O voos dos sapatos – Leandro Fortes
Uma Carta à Luiza – Luiz Sebastião
Imagens – Leo Garcia
Inner Theater – Leo Garcia
Orquestra Acadêmica da UDESC
João Titton, Direção


17 de janeiro – Concerto das Nações

O FEMUSC recebeu participantes de mais de 40 países. Suas culturas musicais são bem-vindas e aplaudidas calorosamente pelo público de Jaraguá do Sul.

Argentina 2015
México 2019
Austrália 2019
Costa Rica 2019
Polônia 2019
Bulgária 2019
Venezuela 2019
Equador 2015
Paraguai 2015
Chile 2015
Áustria 2015
Peru 2015
Colômbia 2015

 


18 de janeiro – Música de Câmara com Professores (Clássicos)

Os renomados professores do FEMUSC se apresentam nos mais célebres teatros e capitais culturais, sendo submetidos aos mais altos padrões de crítica e refinamento. Nestas apresentações eles trazem estes padrões, variedade e ecleticismo musical a Jaraguá do Sul.

 

Quartettsatz, D. 703 Franz Schubert 2012 (Áustria, 1797-1828)
Arianna String Quartet
John McGrosso e David Gilham, violinos
Joanna Mendoza, viola
Kurt Baldwin, violoncelo

Fratres Arvo Pärt 2018 (Estônia, 1935)
Charles Stegeman, violino
Rita Costanzi, harpa

Epitaphe de Jean Harlow Charles Koechlin 2017
(França, 1867-1950)
Curt Schroeter, flauta
Dilson Florêncio, saxofone
Alexsander Ribeiro de Lara, piano

Trio para Oboé, Trompa e Piano (Allegretto) Heinrich von Herzogenberg 2015
(Austria 1843-1900)
Gordon Hunt, oboé
Luiz Garcia, trompa
Fany Solter, piano

Sonatina para Harpa Alberto Ginastera 2016
(Argentina, 1916-1983)
Marcela Mendez, harpa

Quinteto para Piano e Cordas (Allegro brillante) Robert Schumann 2018
(Alemanha, 1810-1856)
Alexandre Dossin, piano
Arianna String Quartet
John McGrosso e Julia Sakharova, violinos
Joanna Mendoza, viola
Kurt Baldwin, violoncelo

Simple Symphony Benjamin Britten 2016
(Inglaterra, 1913-1976)
Orquestra de Cordas do FEMUSC
Leon Spierer, líder

 


19 de janeiro – Música de Câmara com Professores (Alternativos)

A música no FEMUSC não é limitada a clássicos e erudito. A música popular, o jazz, o contemporâneo e o alternativo tem sido parte regular da programação de concertos de professores e de participantes.

 

Suite Buenos Aires Maximo Pujol 2016
(Argentina, 1957)
Eduardo Isaac, violão clássico
Juan Carlos Rossi e João Titton, violinos
Emerson Biaggi, viola
Vana Bock, violoncelo

Oblivion e Libertango Astor Piazzolla 2016
(Argentina, 1921-1992)
Alex Klein, oboé e corne-inglês
Rita Costanzi, harpa

Arranjos dos Beatles Leo Brouwer 2016
(Cuba, 1939)
Eduardo Isaac, violão clássico
Juan Carlos Rossi e João Titton, violinos
Emerson Biaggi, viola
Vana Bock, violoncelo

Concerto para Violoncelo e Sopros (Ouverture). Friedrich Gulda 2012
(Austria, 1930-2000)
Bernhard Loercher, violoncelo
Orquestra de Sopros do FEMUSC
Dietmar Wiedemann, regência

Sinfonia para Metais e Percussão Alfred Reed 2014
Estados Unidos, 1921-2005)
Grupo de Metais do FEMUSC
Luiz Lenzi, regência

 


20 de janeiro – Estrelas Ascendentes

A diversidade e qualidade dos participantes do FEMUSC já gerou dezenas de bolsas de estudo ao exterior. Aqui estão alguns exemplos dos talentos e futuro musical desta geração.

 

Scherzo Tarantelle Henryk Wieniawsky 2017
(Polônia, 1835-1880)
Paulo Batschauer, violino
Matheus Alborghetti, piano

Árias Ciganas Pablo de Sarasate 2016
(Espanha, 1844-1908)
Luiz Fernando Venturelli, violoncelo
Luciana Soares, piano

Fantasia para Saxofone e Piano Claude T. Smith 2018
(Estados Unidos, 1932-1987)
Eduardo Vázquez Rayón, saxofone
Camila Osses, piano

Introdução e Baião Daniel Santana 2018
(Brasil, 1986)
Daniel Santana, violão clássico

Habanera e Seguidilla (Carmen) Georges Bizet 2016
(França, 1838-1875)
Juliana Taino, mezzo-soprano
Matheus Alborghetti, piano

Libertango Astor Piazzola 2017
(Argentina, 1921-1992)
Jeison Ordoñez, marimba

Prelúdio e Presto J. S. Bach 2017
(Alemanha, 1685-1750)
Felipe Solis, violão clássico

Image Eugene Bozza 2018
(França, 1920-1991)
Vico Gómez, flauta

Sonata para Oboé Solo (1. Movimento) Heinz Holliger 2018
(Suíça, 1939)
Marcelo Vega Farfán, oboé

Quarteto de Cordas n. 3 Dmitri Shostakovich 2017
(Rússia, 1906-1975)

 


21 de janeiro – Orquestra de Professores

A Orquestra de Professores é formada por músicos líderes em grandes orquestras mundiais e suplementada por jovens participantes já profissionalizados ou em fase avançada de seu preparo para uma carreira orquestral.

 

Sinfonia n. 4 (Final) Felix Mendelssohn 2016
(Alemanha, 1809-1847)
Orquestra Sem Maestro
Leon Spierer, líder

Sinfonia n. 2 (Scherzo: Allegro Vivace) Robert Schumann 2016
(Alemanha, 1810-1856)
Orquestra de Professores do FEMUSC
Alex Klein, regência

Concerto para Violino e Orquestra (Allegro Moderato) Peter Tchaikovsky 2018
(Rússia, 1840-1893)
Julia Sakharova, violino
Orquestra de Professores do FEMUSC
Alex Klein, regência

Concerto n. 1 para Piano e Orquestra (Allegro con Brio) Ludwig van Beethoven 2012
(Alemanha, 1770-1827)
Alexandre Dossin, piano
Orquestra de Professores do FEMUSC
Andrés Cárdenes, regência

Sheherazade (O Mar e o Navio de Sinbad) Nikolaj Rimsky-Korsakov 2012
(Rússia, 1844-1908)
Orquestra de Professores do FEMUSC
Andrés Cárdenes, regência
Charles Stegeman, violino solo
Rita Costanzi, harpa solo

Sinfonia n. 9 (Final) Ludwig van Beethoven 2015
(Alemanha, 1770-1827)

Anna Häsler, soprano
Juliana Taino, mezzo-soprano
Rodrigo Petate, tenor
Gino Quilico, barítono
Coral Sinfônico do FEMUSC
Orquestra de Professores do FEMUSC
Alex Klein, regência

 


 

22 de janeiro – Orquestras Acadêmicas

As orquestras acadêmicas do FEMUSC envolvem centenas de jovens músicos que em sua maioria nunca antes se apresentaram em conjunto uns com os outros, e somente em raras ocasiões enfrentaram este repertório em seu passado. O aprendizado e rápido e a expectativa é alta.

 

O Barbeiro de Sevilha (Abertura) Giacomo Rossini 2017
(Itália, 1792-1868)
Orquestra Sem Maestro
Leon Spierer, líder

West Side Story (Mambo) Leonard Bernstein 2014
(Estados Unidos, 1943-1990)
Orquestra Sinfónica Jovem da Bahia
Ricardo Castro, regência

Batuque Lorenzo Fernandez 2018
(Brasil, 1900-1973)
Orquestra Sinfónica do FEMUSC
Alex Klein, regência

Concerto para Contrabaixo em lá maior W. A. Mozart 2015
(Áustria, 1756-1791)
Catalin Rotaru, contrabaixo
Orquestra Mozart
Cláudio Jaffé, regência

Carmina Burana Carl Orff 2015
(Alemanha, 1895-1982)
Tempus est iocundum
Dolcissime
Ave forzosissima
O Fortuna

Alba Alvarez, soprano
Celio Souza, barítono
Coral Infantil do Femusckinho
Coral Sinfônico do FEMUSC
Orquestra Sinfônica do FEMUSC
Catherine Larsen-Maguire, regência

Sinfonia n. 2 (Ressurreição, Final) Gustav Mahler 2017
(Alemanha, 1860-1911)
Ana Häsler, soprano
Annelise Cavaltanti, mezzo-soprano
Coral Sinfônico do FEMUSC
Orquestra Sinfônica do FEMUSC
Alex Klein, regência

 


 

23 de janeiro – Banda Sinfônica

A Banda Sinfônica do FEMUSC é fruto do carisma e dedicação de um professor formidável e visionário, o saudoso Dietmar Wiedemann.

 

Flashing Winds Jan van der Roost 2015
(Bélgica, 1956)
Banda Sinfônica do FEMUSC
Dietmar Wiedemann, regência

Cordilheira dos Andes Kees Vlak 2015
(Holanda, 1938)
Banda Sinfônica do FEMUSC
Dietmar Wiedemann, regência

Music for a Festival Philip Sparke 2015
(Inglaterra, 1951)
Banda Sinfônica do FEMUSC
Dietmar Wiedemann, regência

Temas de James Bond 2016

Julie Fernandez, soprano
Banda Sinfônica do FEMUSC
Dietmar Wiedemann, regência

Primeira Suíte para Banda Militar Gustav Holst 2017
(Inglaterra, 1874-1934)
Banda Sinfônica do FEMUSC
Luiz Lenzi, regência

Marcha dos Trols Edvard Grieg 2018
(Noruega, 1843-1907)
Banda Sinfônica do FEMUSC
Luiz Lenzi, regência

Charlie Chaplin, Seleções para Banda. Marcel Peeters (Arranjo) 2012
(Bélgica, 1926)
Banda Sinfônica do FEMUSC
Dietmar Wiedemann, regência

Rabbi Jacob Vladimir Cosma 2012
(França, 1940)
Banda Sinfônica do FEMUSC
Dietmar Wiedemann, regência

 


 

24 de janeiro – Heitor Villa-Lobos

Além de ser o mais notável compositor brasileiro do século XX, Heitor Villa-Lobos (1887-1959) exerceu papel fundamental no estabelecimento da música brasileira como um estilo próprio, independente e merecedora de respeito internacional.

 

Prelúdio n. 3 2016
Estudos n. 11 e 12
Mário Ulloa, violão clássico

Bachiana Brasileira n. 4 2018
Alexandre Dossin, piano

Bachiana Brasileira n. 5 2016
Ária
Martelo

Annelise Calvalcanti, soprano
Orquestra de Violoncelos do FEMUSC

Bachiana Brasileira n. 6 2016
Curt Schroeter, flauta
Benjamin Coelho, fagote

Choros n. 10 2016
Coro Sinfônico do FEMUSC
Orquestra Sinfônica do FEMUSC
Catherine Larsen-Maguire, regência

 


 

25 de janeiro – Projetos Especiais

Uma presença original e fundamental no currículo pedagógico do FEMUSC são os Projetos Especiais, criados por professores para trabalhar detalhes musicais específicos em grande detalhe.

 

Duas Danças Espanholas Enrique Granados 2016
(Espanha, 1867-1916)
Orquestra de Violões do FEMUSC
Eduardo Isaac, regência

Grand Fanfare Giancarlo Casto D’addona 2016
(Venezuela, 1980)
Grupo de Metais do FEMUSC
Luiz Lenzi, regência

Quarteto n. 3 (Final) Dmitri Shostakovich 2016
(Rússia, 1906-1975)
Projeto Serioso
Richard Young, co-líder
Richard Roberts, co-líder

Serenata para Cordas Leos Janacek 2015
(Tchequia, 1854-1928)
Nichols Camerata
James Alexander, líder

Sinfonia n. 88 (Final) Joseph Haydn 2016
(Áustria, 1732-1809)
Orquestra Sem Maestro
Simone Bernardini, líder

Cantos del Tucuman Alberto Ginastera 2016
(Argentina, 1916-1983)
Ana Häsler, soprano
Alberto Almarza, flauta
Norberto Garcia, violino
Marcela Mendez, harpa
Eduardo Leandro, percussão

Fodo da Mulata – In Memoriam Enrique Crespo 2015
(Uruguai, 1941-2020)
Enrique Crespo e Pablo Fenoglio, trombones
Grupo de Metais do FEMUSC
Luiz Lenzi, regência

Sinfonia n. 5 (Final) Peter Tchaikovsky 2016
(Rússia, 1840-1893)
Orquestra Sinfônica do FEMUSC
Alex Klein, regência

 


 

26 de janeiro – Balé

Em 2020 a Escola do Teatro Bolshoi no Brasil celebrou 20 anos de marcante existência e produtividade artística. O FEMUSC por sua vez celebrou 15 anos ininterruptos de festivais de música. Juntas, as duas instituições do nordeste de Santa Catarina lançaram uma parceria artística que muito promete para o futuro de ambas.

 

Suíte Quebra-Nozes Peter Tchaikovsky 2020
(Rússia, 1840-1893)

Vitória Martiny, Princesa Marie
Daran Ferreira, Príncipe Quebra-Nozes
Cecília Bassetto e Kaynan Oliveira, Dança Espanhola
Bárbara Ribeiro, Dança Árabe
Tayná Holanda e Gabriel Moraes, Dança Chinesa
Aimé Brum, Karla Chagas, Gustavo Ferreira, Dança Russa
Julia Germano, Maria Eduarda Cabral, Isaac Gomes, Dança Francesa
Clarissa Barbosa, Laura Vasconcelos, Kayke Carvalho, Talisson Farias, Valsa das Flores
V. Vainonen, Coreografia (segundo V. Vassiliev)
Escola do Teatro Bolshoi no Brasil

Orquestra de Balé do FEMUSC
Diana Todorova, harpa
Alex Klein, regência

 


 

27 de janeiro – Concerto de Gala

Um evento idealizado como agradecimento a patrocinadores e apoiadores, sendo uma vitrine do FEMUSC.

 

Orquestra de Harpas do FEMUSC 2012
Rita Costanzi, líder

Cinema Paradiso Ennio Morricone 2012
(Itália, 1928-2020)
João Carlos Martins
Orquestra de Câmara do FEMUSC
Alex Klein, regência

Concerto para Violino (Trecho) Jean Sibelius 2012
(Finlândia, 1865-1957)
Eduardo Rios, violino

Sinfonia Espanhola (Allegro non Troppo) Edouard Lalo 2011
(França, 1823-1892)
Sophia Chan, violino
Orquestra Sinfônica do FEMUSC
Alex Klein, regência

Ao Belo Danúbio Azul Johann Strauss II 2014
(Áustria, 1825-1899)
Orquestra Sem Maestro
Leon Spierer, líder

 


 

28 de janeiro – Noite de Ópera I

“Carmen” de Bizet foi o primeiro título de ópera a ser apresentado no FEMUSC, após a tão esperada criação, em 2015, do Programa de Canto Lírico.

 

Carmen Georges Bizet 2016
(França, 1838-1875)

Juliana Taino , Carmen
Rinaldo Leone, Don José
Annelise Cavalcanti, Micaëla
Rodrigo Cruz, Escamillo
Sara Fabiola Benitez, Frasquita
Alexandra Alvarez Yepes, Mercédès
Deivison Carlos Pereira, Remendado
Andre Rabello, Dancaïre
Celio Souza, Moralès
Fernando José Silva, Zúñiga
Coro Infantil do Femusckinho
Coro Lírico do FEMUSC
Gino Quilico, Direção de Cena
Orquestra de Ópera do FEMUSC
Catherine Larsen-Maguire, regência

 


 

29 de janeiro – Noite de Ópera II

Com “La Bohème”, o FEMUSC não só apresentou sua primeira obra do mestre Puccini como também pela primeira vez apresenta uma ópera completa, sem cortes. São 2h30 de música responsáveis por mais de 200 horas de ensaios durante das duas semanas anteriores, com pianistas co-repetidores, orquestra, ensaios individuais e em grupo, ensaios de cena, reuniões com equipe de palco e figurinos, culminando em uma apresentação apaixonante.

 

La Bohème Giaccomo Puccini 2018
(1858-1924)

Annelise Cavalcanti, Mimi
Sara Fabiola Benitez, Musetta
Alan Faria, Rodolpho
Rodrigo de Cruz Silveira, Marcello
Wladimyr Carvalho, Schaunard
Anderson Barbosa, Colline
Wantuli Rigoni, Benoit
Wantuli Rigoni, Alcindoro
Eudes Naziazeno, Parpignol:
Ricardo Malaquias, Sargent
Coro Lírico do FEMUSC
Orquestra de Ópera do FEMUSC
Gino Quilico, Direção de Cena
Catherine Larsen-Maguire, regência

 


 

30 de janeiro – Concerto de Encerramento

O FEMUSC é um livro ainda a ser escrito. Até aqui foram 15 anos, mais de 1000 apresentações, 10mil alunos de 40 países, e centenas de professores renomados. Mas ainda há muita música a ser apresentada em Jaraguá do Sul e cidades vizinhas que participam de sua programação. Do Femusckinho ao novo Programa de Música Popular Brasileira, o Concerto de Encerramento do FEMUSC 2021 mostra o caminho para o futuro e contínuo desenvolvimento deste maravilhoso evento.

 

Musicalização 2020

Breeze Rosa, líder

 

Coral Infantil 2020

Andrea Iargas e Vera Lucia Possari, líderes

 

Expressão Corporal 2020

FEMUSC Jovem
Ricardo Borba, líder

 

Orquestra Infantil 2020

Natanael Fonseca, líder

 

El Toreador (Carmen) Georges Bizet 2020
(França, 1838-1875)
Orquestra Filarmônica do FEMUSC Jovem
Arthur Barbosa, regência

 

Felicidade Foi Se Embora Caetano Veloso 2020
(Brasil, 1942)
Coral Infantil do Femusckinho
Orquestra Filarmônica do FEMUSC Jovem
Arthur Barbosa, regência

 

Malagueña Ernesto Lecuona 2016
(Cuba, 1895-1963)
Ariana Matin, dançarina
Rita Costanzi, harpa

 

Cânone em Ré Maior Johann Pachelbel 2016
(Alemanha, 1653-1706)
Orquestra de Harpas do FEMUSC
Rita Costanzi, líder

 

Quinteto em Sol Maior Antonin Dvorak 2016
Allegro con Fuoco (Tchequia, 1841-1904)

Daniel Guedes, violino
Lucia Luque Cooreman, violino
Milton Gallo, viola
Cláudio Jaffé, violoncelo
Catalin Rotaru, contrabaixo

 

Fantasia Coral Ludwig van Beethoven 2016
(1770-1827)
Alexandre Dossin, piano
Coro Sinfônico do FEMUSC
Orquestra Mozart
Cláudio Jaffé, regência

 

Chega de Saudade Tom Jobim 2020
(Brasil, 1927-1994)

Fabiana Cozza, voz
Orquestra de MPB do FEMUSC
Marcelo Ghelfi, arranjador e regência